fbpx

Hoje vou falar que um ativo super querido no consultório: o Ácido Glicólico!

Ele é derivado da cana de açúcar e pertence ao grupo dos alfa-hidroxiácidos, ácidos orgânicos muito utilizados no arsenal dermatológico. Ele é  indicado para tratamento de acne e melhora de cicatrizes e marcas causadas por essas lesões; oleosidade, poros dilatados; melasma; rugas, fotoenvelhecimento (envelhecimento causado pelo sol) e manchas solares; textura irregular na pele, na face ou até mesmo no corpo. Sabe aquelas áreas de pele mais grossa, aquelas bolinhas nos braços e nas pernas? Ele ajuda a melhorar, deixando a pele mais suave. Poros mais limpos e menos aparentes? Ele consegue!

O uso pode ser na forma de cremes, loções  ou tônicos de uso diário (noturno ou diurno) ou na forma de peelings superficiais ou médios em consultório. A efetividade depende da concentração do ácido, do pH e da estabilidade da fórmula. 

Ele causa um efeito excelente de renovação da pele, clareamento, estímulo de colágeno na derme e tem acão anti-inflamatória. Possui ação queratolítica (afina a queratina) e reduz a coesão dos corneócitos (células da camada superficial da pele), o que causa descamação e renovação cutânea (nem sempre visível), melhorando a luminosidade, clareando a pele, amenizando linhas e rugas, além de evitar a formação de cravos.

Adoro esse ácido principalmente para quem não consegue usar ácidos mais fortes como o retinóico por exemplo, pois a tolerância costuma ser excelente.

E aí, gostou? Converse com seu Dermato para saber se ele se adequa à sua rotina.

Leave a Reply

Pin It on Pinterest