fbpx

Quem aí viu a mais nova tecnologia que chegou na clínica para tratamento muscular?  O CM Slim utiliza a tecnologia HI-EMT® (High Intensity Electromagnetic Muscle Training), um campo eletromagnético capaz de estimular a musculatura e gerar contrações involuntárias, cerca de 20.000 contrações musculares (potentes, porque são supra-máximas) em 30 minutos. Imaginem só, 20000 abdominais ou 20000 agachamentos em meia hora!

Com o CMSlim, há a possibilidade de personalizar o treinamento através de seus programas exclusivos: cada programa de 30 minutos e é dividido em diferentes etapas: alongamento, aquecimento, série de exercícios e relaxamento, como se fosse um treino completo na academia. Sua tecnologia é extremamente versátil e o tratamento é confortável, rápido e o mais interessante: o resultado é visível nas primeiras sessões.

Com isso, conseguimos aumentar o tônus dos músculos, fortalecer, aumentar resistência, volume e quantidade das fibras e melhorar o contorno corporal e a flacidez muscular. A melhora é tanto estética quando funcional! O aumento da massa muscular otimiza também a perda de gordura.

Podemos utilizar o aparelho para trabalhar a a barriga (toda a musculatura abdominal), as coxas (anterior e posterior), o bumbum (toda a musculatura glútea), os braços (bíceps, deltóide e tríceps) e a panturrilha.

O protocolo inicial mínimo são 8 sessões divididas em treinos 2 a 3x na semana (assim como na academia, precisamos ter constância). Depois, os resultados podem ser mantidos com a musculação ou com o próprio CM Slim. O tratamento está indicado por exemplo em mulheres que ficaram com abdome flácido e com diástase pós gestação; em pacientes que querem complementar sua prática de exercícios e conseguir definição muscular; para quem quer levantar o bumbum e melhorar o volume e a flacidez local; para melhorar o tônus postural e aliviar dores na coluna, por fortalecer da musculatura de sustentação do corpo; para recuperar massa de forma rápida em casos de perda muscular (como idosos, pacientes com sarcopenia) ou pós lesões osteomusculares que impossibilitam a prática de exercícios físicos, e até mesmo atletas que querem melhor resultado de performance e estética. Tudo isso de forma indolor e segura.

Gostou?

Leave a Reply

Pin It on Pinterest