fbpx

Ao redor dos 30 anos, nossa pele já inicia o processo de envelhecimento e, com isso, há uma gradual diminuição da produção e aumento na degradação de colágeno. Essa importante proteína é a mais abundante no nosso organismo, e possui uma função muito importante para a pele. É o colágeno o responsável por manter a estrutura, a firmeza e a elasticidade da pele. Ou seja, é o melhor amigo da nossa saúde, jovialidade e beleza!  Além disso, está presente em outros locais do corpo, como nas articulações.

Com o desenrolar do processo de envelhecimento, notamos que a pele vai ficando mais flácida e menos firme, e algumas rugas vão aparecendo mais. Os pacientes muitas vezes referem ter a sensação de que o rosto está “derretendo”! Nessa fase, já é possível (é recomendado!) iniciar alguns cuidados para envelhecer bem e atenuar o surgimento da flacidez e das rugas.

Um exemplo dessa abordagem preventiva do envelhecimento,  que tem sido cada vez mais falada, é o banco de colágeno! Você conhece esse termo? A intenção é formar uma “poupança”, um bom estoque, dessa proteína tão importante quando ela já começa a diminuir, antes mesmo de identificarmos sua falta de forma significativa na pele, geralmente a partir da 4a década de vida. Assim, sua perda não será tão sentida e o envelhecimento se mostrará mais suave, evitando assim um desabamento importante do rosto. Existem várias técnicas que estimulem a sua produção, como lasers, microagulhamento, ultrassom microfocado e bioestimuladores injetáveis, como o Sculptra e o Radiesse. O uso oral de peptídeos de colágeno e os dermocosméticos que estimulam essa produção também ajudam no processo, mas o estímulo é menor.

Converse com seu dermatologista e comece já a fazer seu banco de colágeno! 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Leave a Reply

Pin It on Pinterest