fbpx

Percebo que vocês sempre têm dúvidas sobre a diferença entre o preenchimento e o botox.

São procedimentos totalmente diferentes, mas que atuam se complementando e proporcionando um resultado mais natural e duradouro.  E antes de tudo, nenhum deles sozinho faz milagre, tá pessoal? (nada de querer 30 anos a menos só com um Botox rsrs )

Cada um vai ter o seu papel nos tratamentos rejuvenescedores. O objetivo não é transformar totalmente a aparência e a face de ninguém, mas sim melhorar, prevenir e suavizar os sinais do tempo, dentro da individualidade de cada um, e por isso a associação deles é tão interessante.

A toxina botulínica (o famoso Botox) vai te ajudar a prevenir e amenizar as rugas e linhas de expressão, que vão ficando mais marcadas com o passar dos anos e a repetição das contrações dos músculos da pele. Ela tem a função de fazer com que essa musculatura do rosto, responsável pelas rugas de movimento, não contraia com tanta intensidade. Ideal para as rugas da testa, vincos entre as sobrancelhas e para os “pés de galinha”.

O preenchimento com ácido hialurônico é indicado para melhorar rugas finas, sulcos mais profundos (como o ”bigode chinês” e a “linha de marionete”) e áreas mais deprimidas como as bochechas e olheiras. Também pode ser usado para aumentar, embelezar e definir regiões como lábios, mandíbula e queixo.

Os preenchedores do tipo bioestimuladores (como o Sculptra e o Radiesse) agem para melhorar a flacidez e estimular o preenchimento da região de forma muito natural, a base de colágeno que será produzido pelo próprio corpo, conferindo uma melhora gradual e muito natural da firmeza da pele e das rugas. Esses são os procedimentos mais pedidos no consultório, e eles podem até serem feitos no mesmo dia, quando indicado!

E aí, entenderam porque eles se somam na busca do rejuvenescimento?

Leave a Reply

Pin It on Pinterest