fbpx

Me conta aqui… como você vem se cuidando com o passar dos anos?  Já tem algum profissional de confiança fazendo o gerenciamento do seu envelhecimento?

Quem é meu paciente sabe: eu não gosto de uma abordagem superficial. Eu não quero ser somente a médica que te passa um creme ou faz o seu botox ou o seu preenchimento, sem te ver como um todo.

Eu acredito em uma gestão completa de envelhecimento a longo prazo, pautada em um cuidado completo e profundo de excelência, respeitando sempre o desejo do paciente, com muita naturalidade, sensibilidade e segurança, sem deixar de avaliar integralmente a saúde da pele, cabelos e unhas.

Cuidar da família toda, acompanhar e participar dos momentos mais importantes da sua vida pelos próximos anos, e assim caminharmos juntos em um relacionamento duradouro: essa é minha missão!

Obrigada a todos meus queridos pacientes, que confiam no trabalho que faço com muito amor e me escolheram para cuidar da sua saúde e da sua beleza, por fora e por dentro!  Sou muito grata por ter vocês!

A estrias são lesões de pele lineares avermelhadas ou rosadas, deprimidas ou até mesmo um pouco elevadas na fase inicial, ficando mais claras quando antigas. São muito frequentes e surgem em situações de distensão acentuada da pele, como gestação, crescimento, ganho ou perda excessiva de peso ou de massa muscular, colocação de próteses de mama ou após uso prolongado de corticosteróides, por exemplo.

A estria se forma inicialmente por uma inflamação, seguida de rompimento de fibras colágenas e elásticas da pele, gerando um tipo de cicatriz. As regiões mais afetadas são: nádegas, abdome e flancos, mamas, dorso e coxas. A predisposição individual a ter estrias é o maior fator determinante para seu surgimento. Porém, hidratar a pele regularmente, com produtos específicos e indicados pelo seu dermatologista, contribui para sua prevenção e melhora do aspecto geral da pele. Para as estrias que já apareceram, existem vários tratamentos disponíveis para a melhora do quadro. A resposta é variável de acordo com o tipo, profundidade e tamanho da lesão. O resultado é mais significativo na fase inicial, quando as estrias ainda estão avermelhadas. Podem ser utilizados isoladamente ou em associações (o que confere um melhor resultado): ácidos (como o ácido retinóico e o ácido glicólico), microagulhamentos,  laser (como o CO2 fracionado e o Erbium) e luz pulsada, peelings no consultório com ácidos e peeling de cristal, subcisão e radiofrequência.

Portanto, o ideal é procurar o dermatologista assim que elas surgirem, para que seja indicado o melhor tratamento para cada caso individualmente!

Leave a Reply

Pin It on Pinterest