fbpx

Essa é uma pergunta frequente de vocês no consultório: “Qual é melhor, o preenchimento com ácido hialurônico ou estimular colágeno com Sculptra ou Radiesse?”

E a resposta vocês já imaginam, né: DEPENDE!

O preenchimento tradicional com ácido hialurônico traz resultados visíveis já de imediato, e serve para tratar rugas e sulcos fundos (como o bigode chinês e a linha de marionete), definir regiões como maçã do rosto, queixo e mandíbula, corrigir olheiras e volumizar lábios, por exemplo. 

Já os biostimuladores como o Sculptra e o Radiesse visam estimular a sua própria produção de colágeno gradativamente. Os resultados são variáveis e começam em cerca de 1 mês, continuando até cerca de 6-8 meses, proporcionando uma melhora importante da flacidez, qualidade e elasticidade da pele, efeito lifting e atenuação de rugas.

Quando o paciente quer uma melhora mais imediata, opto pelo preenchimento. Só ele consegue ir em áreas específicas e corrigir detalhes que os bioestimuladores muitas vezes não conseguem, principalmente em áreas onde eles não podem ser aplicados. Entretanto, uma pele muito flácida e sem estrutura pode não estar apta para receber o preenchimento de forma elegante e natural, e nesse caso reestruturar a face e melhorar a firmeza da pele é prioridade. Isso é verdade em pacientes com rosto muito magro ou com perdas de gordura mais superficiais: começamos com os bioestimuladores e seguimos com o refinamento com o ácido hialurônico. Os biostimuladores podem também ser feitos após o preenchimento, de forma preventiva ou para complementar o resultado imediato que o preenchedor já proporcionou.

E já dá pra imaginar que os dois procedimentos juntos são incríveis, né? Eles podem inclusive serem feitos no mesmo dia!

Ficou claro pra você? Deixe suas dúvidas nos comentários!

Leave a Reply

Pin It on Pinterest